Estrutura Auto-organizante

A R.E.D.E. funciona por auto-organização ao invés de por processos centralizados de tomada de decisão.

Auto-organização, em essência, significa que pessoas autônomas, com talentos e interesses diversificados mas com alguma identidade comum (no caso, a Missão e os Princípios), quando interagindo em um ambiente favorável (conexão, presença, compartilhamento - ou seja, convivencialidade), encontram, por si sós, os seus caminhos.

Os Associados da R.E.D.E. têm total direito de criar novas partes dela - sejam empreendimentos, comunidades de interesse ou de intercâmbio de recursos - desde que isso seja feito em conformidade com a Missão e os Princípios. À medida que tais instâncias (que denominamos "Comunidades") evoluem, formam-se hierarquias organizacionais naturais com base no desempenho real e nos interesses dos participantes, ao invés de em considerações administrativas

O propósito da R.E.D.E. é o de buscar sinergias entre pessoas que se identificam com uma missão comum, que compartilham princípios de prática e de organização, e que de livre vontade escolhem trabalhar em conjunto. O formato jurídico da R.E.D.E. provê um “porto seguro” para todos aqueles que se identificam com este projeto, e acreditam na mágica possível de trabalhar juntos.

Comprometidos com a Missão e com os Princípios, os participantes da R.E.D.E. têm liberdade para agir e criar da forma como melhor lhes aprouver. Não há nenhuma instância “superior” que lhes diga o que devem fazer, ou como devem fazê-lo.

Na R.E.D.E., os participantes são fortemente encorajados a articular-se entre si em torno de projetos, interesses ou recursos comuns, formando Comunidades que contam com total autonomia de organização e gestão. Estas podem inclusive constituir-se juridicamente, e adotar missão e princípios próprios, desde que compatíveis com os da R.E.D.E..

As Comunidades:

- Aumentam a sinergia;

- Ajudam a balancear a autonomia dos participantes com a necessidade de coerência para o sistema como um todo; e

- Aliviam a sobrecarga administrativa do Conselho de Administração.

 

  O Conselho de Administração

O Conselho de Administração (na verdade, um "Conselho de facilitação") não controla as demais instâncias da R.E.D.E. (controlar, aliás, requer um grande dispêndio de energia, sendo uma dissipação de esforços). Tomemos a metáfora do jardineiro: ele não produz flores, a natureza é quem o faz. Cabe ao jardineiro capinar, arar, adubar e regar, ou seja, facilitar o processo auto-organizante da natureza.

Dentre as funções do Conselho de Administração (eleito a cada ano pelo voto aberto a todos os Associados), estão:

- Zelar pela observância da Missão e dos Princípios;

- Articular as diversas instâncias intermediárias existentes para que estas enriqueçam-se mutuamente, e também visando otimizar a alocação de recursos;

- A gestão das propriedades comuns, como as marcas registradas e a infra-estrutura tecnológica para comunicação e colaboração.

O Conselho de Administração é responsável somente pelas deliberações e decisões que afetem ao todo da R.E.D.E. e seus associados. Todas as deliberações e decisões que afetem somente uma parte da R.E.D.E. são da competência da menor ou mais local instância que represente todas as partes pertinentes e envolvidas.

Seguem abaixo, disponíveis para download, o Estatuto da R.E.D.E., aprovado na Assembléia Geral de Fundação da R.E.D.E. em 03/nov/2001, e os Procedimentos Operacionais, aprovados ao longo de diversas reuniões do Conselho de Administração:

Estatuto.doc 85 KB

Procedim.doc 39 KB

E segue a composição dos atuais Conselhos de Adiministração e Fiscal, eleitos na Assembléia Anual da R.E.D.E. em 20/out/2002, bem como os dirigentes designados:

Conselho de Administração

Arlene Kay Davis (Conselheira Presidente)

Beatrice Maria Carola Gropp

Dulcemara Souto de Alencastro Alonso

Elisabeth Vargas de Carvalho Braga

Isabella Signorelli Silveira

José Renato Lepak Milet

Sílvia Renata Medina da Rocha

 

Conselho Fiscal

Carlos Alberto Aguiar Trindade

José Edmar Predebon

Ricardo Cardoso Pires

 

Corpo Executivo

Márcia Esteves Agostinho (Diretora Coordenadora)

Alexandre Spiguel Fernandes de Sant'Anna (Diretor Administrativo)

Eliane Maria dos Santos Pinho (Tesoureira)